Ser feliz é ser e não ter – para refletir

em 5 de setembro de 2013
Casada, solteira, juntada, divorciada, enrolada e feliz? Independente da situação amorosa, buscar a felicidade é o grande desafio de todos nós durante a vida. Mas o que significa essa tal felicidade? É ter um emprego que valorize o seu trabalho? É ter um namorado que a trate como uma princesa? Ou ter uma família perfeita. É ter uma situação estável – financeiramente falando, com carro do ano e casa própria? É ter um marido (ou esposa) cuidando de você e filhos educados? Felicidade é ter uma barriga tanquinho e ser magra? Não existe uma resposta certa para essas questões, pois cada um tem um caminho e escolhe aonde ir.
O fato é que diante de um mundo cujos valores estão tão distorcidos precisamos refletir vez ou outra se nossas escolhas estão coerentes com o que somos ou o que queremos ser. O texto de hoje, busca chamar atenção de vocês para um olhar interno, de observação e autocrítica. Longe de julgamentos, mas a ideia de vida perfeita é chata e sem graça – é bonita para postar nas redes sociais e ser atestada por várias pessoas que mal conhecemos. Situação essa, que, pode angustiar ou deprimir, afinal, a grama do vizinho é (ou costuma ser) mais verde do que a nossa. Tudo na vida é uma questão de bom senso e equilíbrio, sem radicalismos é mais simples e prazeroso viver.
Se a nossa “missão” é ser feliz, que sejamos com nossos tropeços e defeitos. Então, sejamos felizes com nossas amigas na praia em um dia frio – todas de moleton, enroladas em cangas e abraçadas umas as outras. Sejamos felizes ao acordar cedo com um passarinho que não se cansa de cantar no meio da cidade. Vamos sorrir porque nossa família tem saúde ou porque temos um trabalho – que não seja o melhor, nenhum é. Sejamos felizes porque conseguimos nos exercitar pelo menos três vezes na semana. Sejamos felizes, minha amiga(o), por termos a chance de viver, reviver e nos reinventar todos os dias. Felicidade é ter amigos, família, saúde e ponto final. 

por Nathália Guedes*
*Jornalista l Consultora de Estilo na NG Moda e Jornalismo

Deixe seu comentário